Ultimas...
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12

domingo, 27 de maio de 2018

Presidente Michel Temer adota medidas para encerrar paralisações dos caminhoneiros

Durante a noite deste domingo  (27) o presidente Michel Temer anunciou medidas que foram adotadas durante todo o dia juntamente com ministros e representantes dos caminhoneiros e chegaram ao acordo e com isso encerrar a greve que já dura mais de 10 dias.

De acordo com o presidente, a partir daí, o diesel terá apenas reajustes mensais, decisão que visa dar "previsibilidade" aos motoristas.

Temer também anunciou que vai editar uma medida provisória isentando de pagamento de pedágio os eixos suspensos de caminhões vazios. A medida, de acordo com ele, vale para rodovias federais e estaduais.

O anúncio deste domingo é mais uma tentativa do governo de pôr fim à paralisação de caminhoneiros que entrou no sétimo dia e provocou uma crise de desabastecimento de combustíveis e alimentos em todo o país.
Confira a nota de pronunciamento e as medidas que dor am tomadas durante este domingo:

O presidente Michel Temer inicia seu pronunciamento sobre a greve dos caminhoneiros.

O presidente anunciou a redução de R$ 0,46 no preço do diesel.

"Nós seguimos em conversas com líderes dentro de movimentos. E avançamos na implantação de muitas medidas dentro de uma perspectiva de o movimento encerrar a paralisação", disse Temer.

"Cada caminhoneiro poderá planejar melhor seus custos e o valor do frete. É a chamada previsibilidade para que o caminhoneiro ou as empresas transportadoras saibam exatamente como contratar o seu trabalho".

A redução do valor do litro do diesel em R$ 0,46, segundo Temer, corresponde aos valores do PIS/Confins e Cide somados.

"Quero anunciar uma segunda medida. O preço do óleo diesel será válido pelos próximos 60 dias. Até confesso, a primeira hipótese era 15 dias, depois 30 dias, e agora 60 dias dias. Depois disso, os reajustes só serão mensais", afirmou o presidente Michel Temer.

"Há um terceiro ponto que derivou de todas essas conversações: eu estou editando uma Medida Previsória para garantir a suspensão dos pedágios em rodovias estaduais, federais e municipais".

"Quarta decisão: assinei também uma Medida Provisória para garantir aos caminhoneiros autônomos, era uma das reivindicações, 30% dos fretes da Conab, a Companhia Nacional de Abastecimento".

"O governo está assumindo sacrifícios no orçamento. (...) E honrará esse custo sem nenhum prejuízo para a Petrobras"


Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Copyright © Blog do Joseilson