Ultimas...
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12

sexta-feira, 30 de março de 2018

Representantes LGBTs de Santa Cruz/RN protestam e seguem na luta contra a atitude do Presidente da Câmara Monik Melo.

Na noite da última terça 27/03 alguns representantes do movimento LGBT de Santa Cruz/RN se fizeram presente na Sessão da Câmara de vereadores para expressarem a indignação pelo arquivamento do projeto que busca reconhecer o Dia da Visibilidade Trans no Calendário Oficial de Eventos do município de Santa Cruz, que foi aprovado com 04 votos favoráveis e 02 votos contrários e que mesmo assim ainda foi arquivado pelo Presidente da Câmara que rasgou o regimento interno da câmara e foi totalmente transfobico e preconceituoso por agir de tal maneira ao violar os direitos e dignidade da pessoa humana de um segmento de minoria tão estigmatizado e vulnerável, o Excelentíssimo Sr. Presidente Monik ainda tenta invisibilizar a existência dessas pessoas ao ponto atrapalhar no andamento de projetos que buscam contribuir no resgate social e desenvolvimento de politicas públicas de conscientizações e combate a violência contra LGBTs. 


O vereador João Victor, que foi o propositor do projeto falou em seu discurso : "os princípios religiosos não deve prevalecer neste parlamento quanto tratamos algo que seria desenvolvido para a sociedade seja ela de qual classe que seja!” Falou também “mulheres e LGBTs são mortos a cada dia pelo simples fato de serem, Mulheres e LGBTs!” “nós enquanto parlamentares precisam ter um olhar voltado para essas pessoas que sofrem preconceito sociedade.”Com mensagens escritas nos cartazes das representantes que estavam ali expressando sua indignação havia frases escritas como: "Não use seu posicionamento bíblico para mascará seu preconceito não! Por que isso também não agrada a Deus." e "Não vai ser com um arquivamento desse projeto que você vai, nos invisibilizar.” “Não vai será sua Transfobia que vai nos impedir de transgredir.” Entre outras frases escritas nos cartazes direcionada contra a atitude do Presidente da Câmara Monik Melo, que não pronunciou-se com o discurso do vereador João Victor e nem muito menos com sobre frases de protesto contra a sua atitude, nos cartazes.


Monik tenta fingir que nada aconteceu, e ainda quer pagar de bom moço, porém algo de extrema crueldade humana e politica estar acontecendo no legislativo de Santa Cruz/RN , que é a negativa de direitos ao segmento LGBT, justamente por que quando este segmento buscou reivindicar um simples reconhecimento de uma data, foi posta uma enorme barreira ao engavetar o projeto aprovado pela maioria dos vereadores que estiveram presente na ultima sessão realizada no dia 20 de Março, para que a comunidade de pessoas travestis transexuais, lésbicas, gays e bissexuais não tive seus direitos reconhecidos através de um simples projeto de lei. 


Enquanto Monik mantém a linha do cinismo e falso moralismo, fingindo que nada estar acontecendo e pagando de bom moço, os representantes da Atreva-se e Psol/RN seguem na luta levando a situação adiante acionando a justiça para que tal injustiça cometida que causa danos psicológicos e morais da dignidade humana sejam reparados.





















Atreva-se
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Copyright © Blog do Joseilson