Contrate a melhor banda forrozeiro do RN!

Contrate a melhor banda forrozeiro do RN!

Festa do Ano no Fama Casa Show


propaganda

Facheiros Motel

Mundial Fashion


QUEREM FICAR PERFEITOS ENTÃO O LUGAR CERTO É NA MUNDIAL FASHION. CAMISETA BÁSICA 24 REAIS MUNDIAL FASHION SHOPPING TRAIRI CENTER SANTA CRUZ RN

Vende-se terrenos; últimos lotes


Açougue AM Carnes

Açougue AM Carnes

Publicidade

Store Multimarcas


Espaço Confecções


terça-feira, 6 de setembro de 2016

Sesap promove sábado o “Dia D” de Campanha Antirrábica animal

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) vai realizar no próximo sábado (10), a maior mobilização da Campanha de Vacinação Antirrábica de cães e gatos do RN. Os animais podem ser vacinados das 8h às 17h em postos fixos nos municípios. A estimativa é de que 742.555 animais sejam imunizados, sendo desses 530.638 cães. E para que a meta de 80% que assegura a quebra da cadeia de transmissão da raiva do cão para as pessoas seja atingida, é preciso que 424.511 cães sejam vacinados. A campanha foi iniciada em 8 de agosto e prossegue até 10 de outubro
No RN, o último caso de raiva humana ocorreu em 2010, mas há, anualmente, em média 27 casos de raiva animal diagnosticados laboratorialmente. Em 2015, o registro de casos de raiva animal foi superior à média anual e foi o maior dos últimos cinco anos. Nesse ano foram diagnosticados laboratorialmente 39 animais positivos para raiva, sendo cinco cães. Esse número de casos de raiva canina chama atenção da vigilância da raiva, pois, de 2005 a 2015, esse foi o ano com maior registro de raiva em cães no estado. Além disso, a variante viral identificada em quatro desses cães foi proveniente de raposa, comprovando a inter-relação entre animais de estimação e silvestres. 


O caso de raiva humana de 2010 do RN teve como animal transmissor um morcego. Historicamente, no Rio Grande do Norte, os quirópteros são os animais mais acometidos por raiva, correspondendo a 52,82% dos casos diagnosticados entre todas as espécies encaminhadas para exame laboratorial de raiva. Este ano, dos 14 casos diagnosticados laboratorialmente no RN, 10 ocorreram em morcegos.
A Sesap alerta que o envolvimento dessa espécie animal no ciclo da raiva traz preocupação, pois quirópteros raivosos podem entrar nas residências, colocando em risco pessoas e animais. “Dessa forma, considerando o poder de transmissão do vírus rábico entre os animais de estimação e que os mamíferos silvestres raivosos podem ser fonte de infecção dessa doença, devemos proteger os cães e gatos vacinando-os contra raiva anualmente”, afirma Cinthia Higashi, xxx.
Ministério da Saúde
 De acordo com o Manual de Vigilância, Prevenção e Controle de Zoonoses do Ministério da Saúde (2016), a vacina antirrábica animal é a única preconizada e normatizada para uso no serviço público de saúde e constitui uma das ferramentas do Programa Nacional de Vigilância e Controle da Raiva no Brasil. Na campanha de vacinação antirrábica anual o objetivo é a prevenção da raiva nos cães e gatos, uma vez que o cão ainda é considerado como principal transmissor dessa doença para as pessoas, e que cresce a preocupação com a transmissão da raiva por gatos no país. 
De 2005 a agosto de 2016, foram registrados no país 33 casos de raiva humana, sendo 54,54% transmitidos por cães. No entanto, nesse último ano, dos três casos de raiva humana diagnosticados no Brasil, em dois deles o animal transmissor foi o gato, que teve como animal fonte de infecção da raiva o morcego.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Editado Por: Blog do Joseilson Cidade: Santa Cruz/RN