Contrate a melhor banda forrozeiro do RN!

Contrate a melhor banda forrozeiro do RN!

Festa do Ano no Fama Casa Show


propaganda

Facheiros Motel

Mundial Fashion


QUEREM FICAR PERFEITOS ENTÃO O LUGAR CERTO É NA MUNDIAL FASHION. CAMISETA BÁSICA 24 REAIS MUNDIAL FASHION SHOPPING TRAIRI CENTER SANTA CRUZ RN

Vende-se terrenos; últimos lotes


Açougue AM Carnes

Açougue AM Carnes

Publicidade

Store Multimarcas


Espaço Confecções


quarta-feira, 10 de agosto de 2016

“Ainda tenho esperança”, diz potiguar que viu R$ 32 mil sumirem no Telexfree

Mais de três anos após investir as economias que tinha poupado, o administrador Wlademir Evangelista de Oliveira, ainda tem a esperança de recuperar os R$ 32 mil que viu desmoronarem quando ruiu a pirâmide financeira do Telexfree, em junho de 2013.
O caso do administrador é mais um entre as várias pessoas que acabaram enganadas após comprarem cota de que se anunciava como marketing de multinível. Em Natal, ele tentou mover ação para reaver o dinheiro, mas não conseguiu até o momento.
“Meu processo foi indeferido porque o caso estava concentrado na Justiça do Acre”, relembra. Desde dezembro do ano passado, todas ações sobre o Telexfree foram enviadas do Acre para o Superior Tribunal de Justiça.
Amargou prejuízo no Telexfree quem pegou o bonde no final. No início da pirâmide financeira, os investidores ganhavam dinheiro aplicando e recrutando novas pessoas para o esquema.
“Eu via meus amigos entrarem. Alguns ganharam muito dinheiro e todo ficavam aporrinhando, mostrando extrato bancaráio, dizendo que tava ganhando. Fiquei me segurando”, relembra o administrador.
Ele decidiu que era hora de entrar quando o próprio pai ingressou no negócio. “Vi meu pai, funcionário público aposentado e conservador entrando com R$ 32 mil e pensei, então, que era seguro. Duas semans após fazer o investimento, houve o bloqueio pela Justiça.
“Meu pai ainda conseguiu recuperar R$ 10 mil, mas eu nunca mais vi a cor do meu dinheiro. E vou lutar para reavê-lo”, garantiu o administrador.
A Telexfree começou a atuar no país em março de 2012, vendendo planos de minutos de telefonia pela internet (VoIP), serviço semelhante ao Skype. Foi proibida de operar no final de junho de 2013, a pedido do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC). A empresa também foi formalmente acusada nos EUA. No país inteiro, estima-se que cerca de 1 milhão de pessoas tenham investido suas economias na empresa.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Editado Por: Blog do Joseilson Cidade: Santa Cruz/RN