Ultimas...
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12

quinta-feira, 26 de maio de 2016

“Todo mundo conhecia o esquema de Dom João VI”, diz Sarney

No governo desde a chegada de Pedro Álvares Cabral, José Sarney acaba de fechar sua delação premiada. “Tirem as crianças da sala!”, reagiu Alexandre Frota. “Os livros de História serão reescritos”, celebrou Marco Antonio Villa. Todos os escrivães concursados da Polícia Federal foram recrutados, às pressas, e trabalharão sob um complexo esquema de folgas para que todos os fatos apontados pelo ex-presidente sejam registrados.
Altruisticamente, este piauí Herald antecipa dois capítulos da delação.


Capítulo 1: Renan articulou pelas Capitanias Hereditárias
A divisão do Brasil em terrenos autônomos, cada qual com suas concessões de rádio e TV, dividiu o comando do PMDB feudal. Segundo Sarney, Renan Calheiros articulou com a Coroa Portuguesa para ficar com o pedaço de terra que hoje equivale ao Maranhão. A estratégia, no entanto, caiu por terra depois que Sérgio Machado divulgou um pergaminho revelando as conversas entre Renan e um advogado do Rei. A partir desse episódio, Sarney aprendeu a nunca colocar advogados nas negociações.
Capítulo 2: “O primeiro a ser comido vai ser o Conde D´eu”
Dom João VI chegou ao Brasil numa caravela emprestada por Eike Batista, segundo Sarney. “Todo mundo sabia do esquema do Dom João VI, que se esbaldava de comer aquelas coxinhas de frango para aumentar o faturamento líquido da Friboi. Fora o conluio com as empreiteiras para a construção do Jardim Botânico do Rio de Janeiro. “O primeiro a ser comido vai ser o Conde D´Eu”, completou.
No final da tarde, acossado pela delação de Sarney, Sérgio Machado decidiu soltar sua bomba mais nociva aos destinos da Nação: um áudio de Jorge Vercillo cantando com Mauricio Manieri.

Folha de São Paulo
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Copyright © Blog do Joseilson