Contrate a melhor banda forrozeiro do RN!

Contrate a melhor banda forrozeiro do RN!

Festa do Ano no Fama Casa Show


propaganda

Facheiros Motel

Mundial Fashion


QUEREM FICAR PERFEITOS ENTÃO O LUGAR CERTO É NA MUNDIAL FASHION. CAMISETA BÁSICA 24 REAIS MUNDIAL FASHION SHOPPING TRAIRI CENTER SANTA CRUZ RN

Vende-se terrenos; últimos lotes


Açougue AM Carnes

Açougue AM Carnes

Publicidade

Store Multimarcas


Espaço Confecções


sábado, 12 de março de 2016

Procon Natal divulga nota oficial sobre emissão de Carteira Nacional de Estudante


Sobre o novo Documento do Estudante – Carteira Nacional de Identificação Estudantil CIE 2016, o Procon Natal informa aos consumidores que somente as entidades estudantis adequadas aos padrões técnicos definidos pela Lei da Meia Entrada (n° 12.933/2013), regulamentada pelo decreto nº 8.537 de 5 de outubro de 2015, estão autorizadas a emitir o documento estudantil. De a acordo com a Lei, o documento só pode ser emitido por associações filiadas à União Nacional dos Estudantes (UNE), à União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes) e à Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG). Porém, o Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu, em dezembro de 2015, uma liminar (decisão provisória) desobrigando a filiação de entidades municipais e estaduais a associações estudantis nacionais para emissão de carteira de estudante, documento que permite o pagamento de meia-entrada em eventos culturais e esportivos.

Desde o ano de 2001, amparadas pela Medida Provisória 2208, inúmeras entidades estudantis, muitas delas sem legitimidade e meramente cartoriais, vêm realizando a emissão de carteiras de estudante, muitas vezes sem nenhum critério de verificação da condição de aluno, emitindo carteiras inclusive para quem não era estudante regulamente matriculado, transformando a atividade em um verdadeiro comércio. Diante dessa realidade, o número de pessoas com carteiras de estudante cresceu substancialmente e com isso, os preços de ingressos para teatros, shows, cinemas, etc. também foram elevados para compensar os custos.

É importante ressaltar que o decreto nº 8.537/15 vem com o intuito de extinguir essa prática e estabelecer normas e padrões rigorosos para emissão do documento em questão. Com isso, a partir de agora, a identificação do estudante precisará seguir um padrão nacional regido por diretrizes e características que serão regulamentadas e publicadas no Diário Oficial da União, por meio do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação – ITI. 
 
 
O novo padrão da CIE será disponibilizado no site do ITI, após a publicação no DOU, e estará acessível a todas as entidades que têm direito a emitir o documento. Nesse caso tanto as três associações estudantis nacionais (UNE, Ubes e ANPG), como qualquer outra entidade estudantil de âmbito municipal e/ou estadual que pretenda emitir o documento, devem estar em consonância com as especifidades técnicas exigidas.

Neste sentido, o Procon Natal orienta que os estudantes fiquem atentos e não obtenham qualquer tipo de documento estudantil oriundo de entidades ou agremiações que não estejam habilitadas para emissão, nem se encontrem aptas tecnicamente para emitir o Documento do Estudante – Carteira Nacional de Identificação Estudantil 2016 seguindo as exigências elencadas acima, sob o risco de não conseguir utilizar a identificação estudantil para ter acesso aos eventos culturais e esportivos em todo o território nacional.

O consumidor que já obteve algum tipo de documentação estudantil que não se enquadra nos padrões nacionais e não foi previamente avisado sobre as novas normas da meia-entrada, procure o Procon Natal para devida análise do caso:

Rua Seridó, 355 – Petrópolis, Natal – RN, 59020-010.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Editado Por: Blog do Joseilson Cidade: Santa Cruz/RN