Contrate a melhor banda forrozeiro do RN!

Contrate a melhor banda forrozeiro do RN!

Festa do Ano no Fama Casa Show


propaganda

Facheiros Motel

Mundial Fashion


QUEREM FICAR PERFEITOS ENTÃO O LUGAR CERTO É NA MUNDIAL FASHION. CAMISETA BÁSICA 24 REAIS MUNDIAL FASHION SHOPPING TRAIRI CENTER SANTA CRUZ RN

Vende-se terrenos; últimos lotes


Açougue AM Carnes

Açougue AM Carnes

Publicidade

Store Multimarcas


Espaço Confecções


domingo, 13 de março de 2016

Atos contra o governo já são registrados em 14 Estados e no Distrito Federal

Pelo menos 14 Estados e o Distrito Federal registram atos contra o governo Dilma neste domingo (13). A maior delas ocorre na orla de Copacabana, no Rio de Janeiro. Na praia carioca, manifestantes agradecem ao juiz Sérgio Moro e declaram apoio à Operação Lava Jato. "Moro, o País tropical abençoado por Deus te agradece", diz a maioria dos cartazes. Um monomotor com a faixa "Não vai ter golpe", assinada pela Frente Brasil Popular, está sobrevoando a Praia de Copacabana. 

Ele foi vaiado por um grupo de manifestantes que se concentrava em frente ao novo Museu da Imagem e do Som, em Copacabana. “Fora!”, gritavam os manifestantes contra a presidente Dilma. Além do Rio, há grande mobilização de pessoas no Pará, Goiás, São Paulo, Maranhão, Minas Gerais, Alagoas, Bahia, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Tocantins, Mato Grosso do Sul, Pernambuco e Distrito Federal.


Milhares de pessoas ocupam a Esplanada dos Ministérios, em Brasília, na manhã deste domingo. Saíram em caminhada até o Congresso Nacional, na Praça dos Três Poderes. A segurança foi reforçada no local. Muitos usam camisas e seguram bonecos de Dilma e do ex-presidente Lula com uniforme de presidiário. A segurança foi reforçada com dois mil homens na Praça dos Três Poderes. O Palácio do Planalto teve as portas cercadas, assim como os prédios do Congresso Nacional e do STF.  

O tom dos discursos e manifestações contra o ex-presidente Lula e o PT tem sido duro no ato de Salvador. Um dos organizadores discursando no minitrio que anima o evento, disse que Lula é um “verme”, e não uma jararaca como se autodenominou após ter sido conduzido para depor na Operação Lava Jato, da Polícia Federal. Outros dois manifestantes levaram faixas defendendo a pena de morte para os petistas. Cartazes chamam Lula também de ladrão e chefe de facção. 

A PM calculou um público de 5.500 pessoas na concentração do ato, por volta das 10h, dez vezes mais que o ato anterior, realizado em dezembro. A caminhada em direção ao Morro do Cristo começou por volta das 11h.
Em Belém, segundo os organizadores, são quatro mil manifestantes. Em São Luís, dois mil, segundo os organizadores, e 2,5 mil, segundo a polícia. 
Em Belo Horizonte, manifestantes se reúnem na Praça da Liberdade. O presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves (MG), é aguardado no final da manhã. Dois movimentos organizam o ato: o Vem Pra Rua e o Patriotas. 
A hashtag #VemPraRuaBrasil já é trending topic mundial no Twitter, em segundo lugar. No TT Brasil, a hashtag está em primeiro lugar. 
Um caminhão de som foi colocado no entorno da praça mineira para discursos e um palco foi armado para a apresentação de bandas de rock e MPB. Os manifestantes usam, além de camisas da seleção brasileira, máscaras do juiz Sérgio Moro. 
Há muitas faixas de apoio à Polícia Federal, pela operação Lava-Jato e montagem de fotos do ex-presidente Lula em uma prisão. À tarde está prevista outra manifestação, chamada "Vaza Dilma", marcada para a Praça da Estação, também na Região Centro-Sul da capital. 
Em Maceió, manifestantes começam a se concentrar no corredor Vera Arruda, área nobre de Maceió, com faixas pedindo o impeachment de Dilma e a prisão de Lula. Os organizadores do Movimento Brasil Livre (MBL) esperam a participação de pelo menos 10 mil pessoas.
Os protestos em São Paulo estão marcados para as 15h. Mas já há grande movimentação na Av. Paulista. O ato na capital será em frente ao Masp.
Contra o golpe
Não vai ter golpe. É o que se lê em faixa estendida em em frente ao prédio onde mora o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em São Bernardo do Campo (SP). Cerca de 300 pessoas se concentram no local, de acordo com a Polícia Militar. 
O ato em solidariedade ao petista, organizado pelo Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, começou por volta das 8h. A expectativa dos organizadores é reunir entre mil e 1.500 pessoas.
Militantes do PT se reuniram no Parque Farroupilha, em Porto Alegre, em ato chamado de "Coxinhaço", contra os manifestantes que pedem a saída da presidente Dilma.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Editado Por: Blog do Joseilson Cidade: Santa Cruz/RN